Tamanho do texto

Cada empresa terá 25,5% no consórcio; já são 19 as empresas com potencial para formar consórcios e disputar terminais aéreos

A Ecorodovias participará em consórcio com a alemã Fraport no leilão de aeroportos marcado para 6 de fevereiro, mas o grupo ainda não definiu quais concessões irá disputar, disse nesta quarta-feira o presidente da companhia, Marcelino Rafart de Seras, em teleconferência com a imprensa.

"Estamos estudando os três aeroportos, mas não tomamos ainda uma decisão: se vamos participar dos três, de dois ou de um", disse Seras ao acrescentar que o consórcio está fechado e que não é esperada a entrada de outros participantes.

A Ecorodovias e a Fraport terão cada uma 25,5% no consórcio. De acordo com as regras do certame, a Infraero também será sócia seja qual for o consórcio vencedor das concessões, com 49%.

Leia : Tamoios e BR-470 são próximo foco da EcoRodovias

Já são 19 o número de empresas com potencial para formar consórcios e entrar no certame, que licitará as concessões dos aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília.

O executivo da Ecorodovias garantiu que o fato de a empresa ter vencido o trecho capixaba da BR-101 no leilão de concessões, nesta quarta-feira, não afeta os planos da companhia de disputar a concessão de aeroportos e de outros empreendimentos.

Segundo ele, a vitória no leilão da BR-101 confirma o foco estratégico de atuar nos corredores de importação e exportação. "Vamos participar do leilão de aeroportos de maneira responsável assim como de outros ativos", acrescentou.

As ações da Ecorodovias caíam mais de 5% nesta quarta-feira depois de anunciado que a empresa venceu o leilão da concessão do trecho de 476 quilômetros da BR-101, desde o entroncamento com a estadual baiana BA-698 à divisa do Espírito Santo com o Rio de Janeiro.

"A companhia não foi agressiva, foi até bastante centrada e muito focada em relação a esse processo", rebateu Seras ao ser questionado sobre a queda das ações. A Ecorodovias saiu vencedora em consórcio com a SBS Engenharia e Construções -o que somente foi confirmado na teleconferência com a imprensa- sendo que a empresa de engenharia tem 20 por cento de participação.

Veja : Ecorodovias vence leilão da BR-101

O consórcio liderado pela Ecorodovias ofereceu um deságio de 45,63% e uma tarifa básica de pedágio de R$ 0,03391 por quilômetro, garantindo uma taxa de retorno interno (TIR) de 10,47%, informou Seras.

O executivo acrescentou que a empresa mantém a meta de um limite de endividamento medido por dívida líquida sobre Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) de 2,5 vezes.

A Ecorodovias tem ainda o interesse na concessão da BR-470 e da rodovia dos Tamoios, disse Seras. Já o projeto do trecho da BR-116, da divisa de Minas Gerais com Rio de Janeiro aos limites de Minas com Bahia, está sendo "acompanhado" pela empresa, que ainda não definiu se disputará essa concessão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas