Tamanho do texto

Edital da BR-101 prevê investimentos de R$ 2,15 bilhões durante os 25 anos da concessão da rodovia

selo

A concessionária EcoRodovias também entregou hoje proposta para participar do leilão da BR-101, marcado para a próxima quarta-feira. A licitação terá pelo menos seis participantes: além da EcoRodovias, estão na disputa a CCR, a OHL, a Triunfo, a Isolux em parceria com a Engevix, e o Grupo Invepar em parceria com a OPT (braço da Odebrecht). 

O prazo para a entrega da proposta se encerrou hoje às 17h. Caso alguma garantia apresentada não seja aceita, a recusa será anunciada amanhã, a partir das 18h, no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). As propostas com as garantias aceitas serão abertas às 10h desta quarta-feira, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo.

Leia mais : Ecorodovias aprova seguros para leilões de aeroportos

O trecho da BR-101 que será licitado localiza-se entre o município de Mucuri, na Bahia, e a divisa dos Estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. 

Esta será a primeira licitação rodoviária realizada em mais de um ano. A última foi a dos trechos sul e leste do Rodoanel, em São Paulo, em novembro de 2010. O edital da BR-101 prevê investimentos de R$ 2,15 bilhões durante os 25 anos da concessão (valor referente a janeiro de 2009).

Veja também : Aprovada entrada da CCR no setor aeroportuário

O trecho tem 475,9 quilômetros de extensão, ao longo dos quais serão instaladas sete praças de pedágio. A tarifa-teto estabelecida é de R$ 0,06237 por quilômetro. Vencerá o leilão quem oferecer a menor tarifa. A Taxa Interna de Retorno (TIR) estimada pelo governo federal é de 8%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.