Tamanho do texto

Ganhos da paranaense aumentaram 25,6% no último trimestre de 2011

A paranaense Copel teve lucro líquido de R$ 188,7 milhões no quarto trimestre, um aumento de 25,6% em relação ao ano anterior, mas abaixo da estimativa média de analistas.

Uma pesquisa com nove analistas consultados pela Reuters apontava para lucro de R$ 245,2 milhões para a empresa no quarto trimestre. No ano em que investiu menos que o previsto, o lucro da Copel somou R$ 1,17 bilhão, 16,5% a mais do que em 2010.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) nos últimos três meses de 2011 somou R$ 301,6 milhões, mais que o dobro dos R$ 131,8 milhões do último trimestre de 2010, mas também abaixo da expectativa de analistas de R$ 455 milhões.

No ano, o Ebitda somou R$ 1,8 bilhão, contra R$ 1,4 bilhão em 2010.

A receita operacional da companhia subiu 10,8% no trimestre, na comparação anual, a R$ 2,093 bilhões -acima da expectativa de R$ 1,902 bilhão dos analistas.

Nos 12 meses de 2011, a receita foi de R$ 7,776 bilhões, avanço de 12,7%. Entre outros fatores, o faturamento foi influenciado positivamente pelo aumento do consumo no mercado cativo da Copel Distribuidora, que cresceu 5,4% no ano passado para 22.454 gigawatts-hora (GWh).

Já o mercado fio da Copel Distribuição -formado por mercado cativo, suprimento a concessionárias e permissionárias no Paraná e consumidores livres na área de concessão- aumentou 4,4% em 2011, para 26.194 GWh.

Investimento

A Copel investiu cerca R$ 1,43 bilhão em 2011, abaixo da estimativa inicial da própria companhia de investimento de R$ 2,06 bilhões para o período e também inferior à estimativa atualizada em novembro, de R$ 1,65 bilhão.

Já a projeção para investimento em 2012 divulgada pela empresa é de R$ 2,257 bilhões, dos quais R$ 1,1 bilhão será para o segmento de Distribuição e R$ 1,07 bilhão para Geração e Transmissão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.