Tamanho do texto

Ministro Bittencourt afirmou ainda que o edital de concessão dos três aeroportos estará pronto até dezembro

selo

O governo federal pensa em utilizar o dinheiro de dividendos e do valor de outorga da concessão dos aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF) para financiar a aviação regional, ou seja, os aeroportos deficitários. Segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, ainda não há uma decisão fechada sobre o assunto, ou seja, se a concessão será via outorga ou não, mas essa é uma alternativa para bancar os aeroportos deficitários.

O ministro, assim como os presidentes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Vale, e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Carlos Eduardo Pellegrino, participaram nesta tarde de audiência conjunta no Senado para discutir a situação dos aeroportos. Durante a audiência, o ministro frisou que os investimentos para melhoria dos aeroportos brasileiros continuarão, independente da concessão dos aeroportos. Destacou ainda que pretende estimular a competição no setor com a transferência dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília para a iniciativa privada.

Uma das propostas em estudos para a modelagem da concessão é que a empresa que ganhar a concessão de um aeroporto numa região não deverá controlar outro na mesma área. Bittencourt afirmou ainda que o edital de concessão dos três aeroportos estará pronto, assim como o modelo do negócio, até dezembro.