Tamanho do texto

Empresa vai administrar 53 praças em 2,4 mil quilômetros de rodovias em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná

Imagem aérea da rodovia dos Bandeirantes, administrada pelo Grupo CCR: aumento de 23% no número de pedágio com a aquisição da SPVias
Divulgação
Imagem aérea da rodovia dos Bandeirantes, administrada pelo Grupo CCR: aumento de 23% no número de pedágio com a aquisição da SPVias
Com a aquisição da concessionária Rodovias Integradas do Oeste S/A (SPVias) por R$ 947 milhões, o Grupo CCR vai aumentar em 23% o número de praças de pedágio. Ao todo, serão 53 centros de cobranças espalhados em 2,4 mil quilômetros de rodovias nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

A SPVias é responsável pela administração de seis trechos de rodovias em São Paulo, num total de 515 quilômetros de extensão. A empresa ganhou o contrato de concessão em fevereiro de 2000 e ele é válido até setembro de 2027. Nesse período, a empresa tinha previsto investir R$ 565 milhões nas rodovias. Em 2009, a SPVias faturou R$ 300 milhões.

A compra da SPVias levou o Grupo CCR ao segundo lugar em malha rodoviária no País, atrás apenas da espanhola OHL, que detém a concessão de 3.225 quilômetros de rodovias federais. Além da concessão de estradas, o grupo é dono da Controlar, responsável pela inspeção veicular em São Paulo, e tem a concessão da Linha 4 do metrô da capital paulista.

No primeiro trimestre de 2010, o Grupo CCR registrou receita líquida de R$ 837 milhões, aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o lucro líquido ficou em R$ 135,5 milhões, queda de 13% quando comparado ao primeiro trimestre de 2009. A empresa registrou aumento de 19% no tráfego nos três primeiros meses do ano.

Em 2009, o Grupo CCR teve receita líquida de R$ 3,1 bilhões, aumento de 13% em relação ao ano anterior. Já o lucro líquido caiu 11%, para R$ 634,6 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.