Tamanho do texto

Conselho Monetário Nacional (CMN) eleva em R$ 800 milhões limite para contratação de crédito feito por estatais do setor

O Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou hoje em R$ 800 milhões o limite para contratação de crédito feito por empresas estatais do setor elétrico. A medida beneficiará as empresas estaduais que estão inseridas em programas de saneamento econômico-financeiro.

O chefe da assessoria econômica do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, informou que a resolução CMN veio da reivindicação de inúmeros Estados com interesse de fortalecer a capacidade de investimento das companhias. Segundo ele, o pleito dos Estados é justificado pelo fato de o crescimento econômico do país estar exigindo, cada vez mais, novos investimentos no setor elétrico.

A exigência para liberação de crédito, tendo como condição o saneamento econômico-financeiro, será feito via Programa de Ajuste Fiscal (PAF) dos Estados. A resolução, aprovada na reunião de hoje do conselho, foi assinada pelo presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.