Tamanho do texto

Segundo diretor da Aneel, eles também devem partir para disputa no segmento de geração de energia

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hübner, disse nesta quarta-feira que as empresas chinesas do setor de energia devem competir nos leilões de transmissão e geração programados para o próximo ano.

"Eles tem interesse de fazer investimento no Brasil. Já vieram aqui e tiveram conosco", afirmou ao sair da cerimônia de assinatura de contratos de linhas de transmissão. De acordo com Hübner, serão realizados no próximo ano, pelo menos, três leilões de geração. Um deles será voltado para novas hidrelétricas com início de fornecimento após cinco anos (A-5). Outros dois serão para termelétricas, com prazo de entrega de três anos (A-3), e para fontes renováveis.

Hübner informou ainda que serão realizados em 2011 outros três leilões de transmissão. Dois deles devem ser voltados para o escoamento da energia gerada nas usinas do Rio Madeira (Jirau e Santo Antônio), em Rondônia. O diretor da Aneel viaja, ainda hoje, para a China para participar de uma série de reuniões em centros de pesquisas e com órgãos reguladores do setor elétrico chinês.

Segundo ele, técnicos brasileiros farão esclarecimento em estande na Expo Xangai que chega a contar com a visita de 18 mil pessoas por dia. "Os chineses tem características semelhantes às que temos no Brasil, com a geração afastada dos centros de carga e com transmissão um tanto pesada. Eles tem que transmitir a longa distância", afirmou Hübner.

Ele ressaltou ainda que os chineses também devem partir para a disputa no segmento de geração, já que se tornaram grandes competidores no fornecimento de turbinas.

A Aneel vai realizar dois leilões ainda em 2010, mas os chineses não vão participar, segundo Hübner. Para ele, as empresas, em especial a estatal State Grid, estão se ambientando no mercado brasileiro e buscando parcerias com empresas estatais brasileiras.

Em novembro, será realizado o leilão de transmissão que envolve empreendimentos orçados em R$ 920 milhões. Já em dezembro, está previsto a realização do leilão de cinco hidrelétricas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.