Tamanho do texto

Com o resultado de dezembro, as vendas da companhia no acumulado de 2011 aumentaram 12,6% frente ao mesmo mês de 2010

selo

A BR Aviation, área de negócios da Petrobras Distribuidora voltada para o mercado de produtos e serviços aeronáuticos, atingiu novo recorde histórico de vendas de combustíveis (querosene e gasolina de aviação) em dezembro. Foram comercializados 399.098 metros cúbicos (m3) de combustíveis no mês passado.

Com o resultado de dezembro, as vendas da companhia no acumulado de 2011 somaram 4.435.923 m3, expansão de 12,6% em relação ao volume de 3.940.185 m3 do ano anterior. O resultado ficou acima do crescimento médio do mercado (11,4%). Com isso, a companhia consolidou a liderança do mercado, com participação de 62% baseada em operações espalhadas em 101 aeroportos no País.

O Brasil consome hoje cerca de 600.000 m3 mensais de querosene de aviação (QAV) por mês, dos quais 400.000 m3 fornecidos pela Petrobras Distribuidora, segundo dados disponibilizados pela companhia.

O crescimento em relação ao desempenho do mercado, ainda de acordo com a Petrobras Distribuidora, "se deveu principalmente à ampliação de rotas de alguns clientes, notadamente os exclusivos como Gol e Azul, e ao crescimento de 17,4% no número de passageiros", explicou a empresa, citando dados de janeiro a outubro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Além disso, a companhia iniciou operações na Zona da Mata (MG), em Itirapina (SP) e em Maringá (PR) ao longo de 2011.

Expansão

Após um ano de crescimento expressivo em 2011, a companhia destaca que o ambiente de negócios é ainda mais favorável no curto e médio prazos. "A expectativa é que a demanda por combustíveis de aviação no Brasil deverá manter a trajetória de alta, impulsionada pela expansão do consumo interno e por eventos como a Copa do Mundo, em 2014, e a Olimpíada, em 2016", destaca a companhia.

Para atender a esse aumento de demanda, que pode atingir patamares entre 20% e 30% maiores em decorrência dos eventos esportivos, a BR Aviation prevê investimentos em suas instalações nos principais aeroportos do País no Plano de Negócios 2011-2015 da Petrobras.

As iniciativas, segundo a companhia, "incluem a aquisição de novas unidades de abastecimento de aeronaves e a entrada em outros aeroportos, como Navegantes (SC), Imperatriz (MA), Foz do Iguaçu (PR), Eirunepé (AM), Macapá (AP) e Ilhéus (BA)". A Petrobras Distribuidora também citou as obras de ampliação e modernização das instalações em Natal, Brasília, Galeão/RJ, Campinas, Guarulhos e Porto Alegre como fatores de estímulo ao aumento da demanda por combustíveis de aviação ao longo dos próximos anos.

Segundo o presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, os investimentos anunciados pela companhia deverão garantir capacidade ampliada em 43 milhões de litros mensais de querosene de aviação. "Essa é uma das nossas principais preocupações. Vamos investir para atender a demanda", afirmou o executivo em comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas