Tamanho do texto

Secretário de Energia de SP se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, também para falar da situação da empresa

selo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai apertar a fiscalização dos serviços prestados pela AES Eletropaulo, após o episódio em que uma ventania deixou milhares de consumidores de São Paulo sem luz por até 48 horas. Nesta quarta-feira, o secretário de Energia do Estado de São Paulo, José Aníbal, se reuniu com o diretor-presidente da Aneel, Nelson Hubner, para apresentar números que mostram que a companhia está deixando de investir em manutenção e ampliação da equipe para melhorar a lucratividade.

Hubner se comprometeu em reforçar a fiscalização na empresa. Aníbal disse que, de 2006 para 2010, a lucratividade da empresa saltou de R$ 373,4 milhões para R$ 1,347 bilhão. "Há desinvestimento no atendimento ao consumidor", frisou Aníbal. Um pouco antes do encontro com José Aníbal, Hubner disse que, no dia do episódio, conversou, por telefone, com representantes da empresa e solicitou a apresentação de um plano sobre manutenção e operação. "Vamos analisar todos os dados da Eletropaulo", destacou. Hoje, por volta das 12h, Aníbal se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, também para falar da situação da empresa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.