Tamanho do texto

Os 450 MW do projeto de expansão de Jirau foram inscritos no leilão de energia nova A-3

selo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o projeto de expansão de capacidade da usina Jirau, do Rio Madeira (RO). O despacho consta no Diário Oficial da União de hoje e permite que a Energia Sustentável do Brasil amplie a potência instalada da futura usina para 3,75 mil MW - o projeto original previa a construção de uma hidrelétrica de 3,3 mil MW.

Segundo o despacho da Aneel, a cota máxima do reservatório a montante será de 90 metros e a área máxima do reservatório de 302,6 quilômetros quadrados. A Aneel ainda determinou que o nível normal de jusante deverá respeitar o aproveitamento ótimo da cascata do Rio Madeira, o que sinaliza que o regulador considerou o projeto de expansão da usina de Santo Antônio, também do Rio Madeira, para aprovar o plano de aumento de capacidade instalada de Jirau.

Os 450 MW do projeto de expansão de Jirau foram inscritos pela Energia Sustentável do Brasil no leilão de energia nova que contratará a demanda do mercado cativo em 2014 (A-3). O governo federal fixou em R$ 102/MWh o preço-teto para Jirau negociar a sua oferta no leilão. A concessionária aguarda a publicação da energia assegurada relativa aos 450 MW adicionais para determinar se o investimento na expansão a esse preço é atrativo ou não.

A hidrelétrica Jirau está em fase de construção. A expectativa da Energia Sustentável do Brasil é de que as primeiras turbinas do projeto entrem em operação no segundo semestre de 2012.