Tamanho do texto

Novas instalações deverão ser construídas no Ceará, no Rio Grande do Norte, em Pernambuco, na Bahia e em Minas

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) marcou para 20 de abril a realização de leilão de linhas de transmissão, subestações e instalações para conexão compartilhada (conhecidas como ICGs), em reunião realizada nesta terça-feira.

As novas instalações deverão ser construídas nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Bahia e Minas Gerais.

O leilão licitará quatro lotes com seis linhas de transmissão no total de 428 quilômetros e seis subestações com 2.650 mega-volt-amperes (MVA) de potência, além de duas ICGs.

Os empreendimentos deverão demandar 522,6 milhões de reais em investimentos e devem entrar em operação em prazos que variam entre 20 e 22 meses.

A Receita Anual Permitida (RAP) máxima determinada pela Aneel para o certame é de 58,8 milhões de reais, considerando todos os empreendimentos a serem licitados. Vence cada lote do certame aqueles que oferecerem o maior desconto em relação à RAP máxima estabelecida.

A RAP é a receita anual a qual as concessionárias terão o direito de receber anualmente pela prestação do serviço de transmissão, a partir da entrada em operação do empreendimento.

(Reportagem de Leonardo Goy e Anna Flávia Rochas)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.