Tamanho do texto

Na comparação mensal, no entanto, a carga caiu 2,8%

Reuters

Eletrobras
Getty Images
Eletrobras

A carga de energia no sistema elétrico brasileiro subiu 2,7% em maio sobre um ano antes, mas recuou 2,8% na comparação com abril, para 62.446 megawatts médios, informou o Operador Nacional do Sistema (ONS), nesta segunda-feira (9).

No Sudeste/Centro-Oeste houve um aumento de 0,4% na carga em maio ante mesmo período de 2013, diante de um cenário em que a indústria não vem apresentando uma dinâmica de crescimento bem definida. Em relação a abril, essa região teve uma queda de 2,9% na carga.

No Sul, a carga cresceu 2,2% ante maio de 2013 e caiu 3,6% em relação a abril, numa região também impactada pelo comportamento da indústria, que não vem apresentando fortes taxas de crescimento.

No Nordeste, a carga cresceu 3,4% ante maio do ano passado e caiu 2,4% ante abril deste ano, sustentada pelo comportamento da carga residencial e comercial, reflexo da incorporação de aparelhos elétricos para refrigeração às residências e ao comércio.

- Brasil tem 38 consumidores que geram sua própria energia elétrica

A carga no Norte em maio, sem considerar o efeito da integração de Manaus ao sistema interligado em 9 de julho de 2013, caiu 1,4% em maio, resultado justificado pela redução de carga de consumidores livres eletrointensivos. Em relação a abril, a queda foi de 1,7%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.