Tamanho do texto

Governo inverteu as fases do processo de qualificação para acelerar as concessões

Agência Estado

Leilão de linhas de transmissão da Aneel prevê investimentos em diversos Estados
Getty Images
Leilão de linhas de transmissão da Aneel prevê investimentos em diversos Estados

O processo de qualificação dos vencedores do 2º leilão de transmissão de energia, feito nesta sexta-feira (12), deve demorar entre 45 e 60 dias. A informação é do diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) André Pepitone da Nóbrega.

-Veja também: novo leilão de transmissão da Aneel terá 19 participantes

Normalmente, a qualificação é feita antes da licitação, mas para acelerar as concessões o governo optou por inverter as fases do processo. "Assim temos que habilitar apenas a empresa vencedora", explicou o executivo, em entrevista à imprensa.

Ao se referir ao consórcio MGF-Energy, formado pela MGF Engenharia e Incorporações Ltda. (95%) e pela Geoenergy Energia e Serviços Ltda. (5%), o diretor disse ver "com bons olhos" a entrada de um novo concorrente no setor. O consórcio arrematou os lotes D e E do leilão na BM&FBovespa.

Segundo a Aneel, se uma empresa não for aprovada no processo de qualificação, automaticamente será executada a garantia de proposta, que é de 1% do valor do investimento. O edital prevê 90 dias após a realização do leilão para a celebração dos contratos.