Tamanho do texto

De acordo com a instituição, o biocombustível deverá ser utilizado na fabricação de 10,3 bilhões de litros de B5 (diesel com adição de 5% de biodiesel)

Agência Brasil

O 31º Leilão de Biodiesel da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) terminou com a comercialização de 515,4 milhões de litros do combustível. O preço médio do biodiesel vendido foi R$ 1,938 por litro, ou seja, 19,8% mais barato do que o preço de referência do leilão, encerrado na última sexta-feira (7).

Veja também: Brasil produziu 3,8% mais petróleo em abril, diz ANP

De acordo com a ANP, com o biocombustível comprado pelas distribuidoras no leilão deverão ser fabricados 10,3 bilhões de litros de B5 (diesel com adição de 5% de biodiesel), os quais serão revendidos no quarto bimestre deste ano.

O objetivo do leilão foi garantir o fornecimento de biodiesel ao mercado nacional nos meses de julho e agosto deste ano. Participaram do 31º Leilão de Biodiesel da ANP, 42 produtores, que ofereceram 765,8 milhões de litros.

Mais: Pré-sal eleva São Paulo a terceiro maior produtor de óleo e gás do País

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.