Tamanho do texto

Segundo o ministro da Secretaria da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, só faltam ajustes para concluir o trabalho. Ele não revelou que aeroportos serão concedidos

Agência Estado

A Infraero deve continuar com participação de 49% nas próximas concessões de aeroportos, informou nesta sexta-feira o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt. "Não existe previsão de mudança com relação ao que foi feito", declarou nesta sexta-feira, depois de fazer uma vistoria nas obras do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio.

Veja também:  Governo avalia novo modelo de concessão de aeroportos

O porcentual é o mesmo que a Infraero detém nas concessionárias dos aeroportos de Congonhas, Brasília e Campinas, que foram leiloados este ano.

O ministro disse que o pacote para o setor aeroportuário, que incluirá concessões, deve estar pronto até o Natal, confirmando as declarações dadas esta semana pela presidente Dilma Rousseff de que o anúncio do plano sairia até o fim do ano.

Veja também:  Governo quer mais 70 aeroportos regionais

Segundo Bittencourt, só faltam ajustes para concluir o trabalho. Ele não revelou que aeroportos serão concedidos, mas as apostas do mercado são de que Galeão, no Rio, e Confins, em Minas, devam ser contemplados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.