Tamanho do texto

Sítios de Belo Monte, Canais e Diques e Pimental foram alvo de vandalismo e acabaram destruídas instalações de refeitórios, alojamentos, áreas de lazer, escritórios e oficinas

Agência Estado

O Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), empresa responsável pelas obras civis da Usina Hidrelétrica Belo Monte, informou que foram paralisadas, nesta segunda-feira, as atividades nos canteiros de obras da usina, após os sítios Belo Monte, Canais e Diques e Pimental terem sido alvo de vandalismo no último domingo.

O CCBM informou ainda que formalizou registro dos atos de violência e vandalismo junto aos órgãos de segurança do Estado do Pará, para identificação e punição dos responsáveis.

De acordo com o CCBM, em cada uma das frentes de obras, grupos formados por cerca de 20 pessoas deram início a uma série de depredações. Foram destruídas instalações de refeitórios, alojamentos, áreas de lazer, escritórios e oficinas.

"No Sítio Belo Monte, os depredadores apoderaram-se de caminhões e outros equipamentos e fizeram ainda um bloqueio na Rodovia Transamazônica, impedindo o acesso aos canteiros de obras e impossibilitando a imediata retirada dos funcionários alojados para acomodações em hotéis de Altamira (PA)", disse o consórcio, em nota.

Segundo a empresa, também neste local, o grupo esvaziou extintores de incêndio dos alojamentos, depredou cinco condomínios e ateou fogo em um ônibus, na lanchonete, em colchões dos colchões, deixando sete pessoas feridas.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.