Tamanho do texto

Mais cedo, duas fontes da Presidência haviam dito à Reuters que o encontro seria com um grupo técnico, que incluiria representantes da Casa Civil, da Advocacia-Geral da União e da Secretaria de Portos

Reuters

A reunião que a presidente Dilma Rousseff teria no sábado para discutir um plano federal para investimentos em portos foi adiada, disse à Reuters uma fonte da Presidência da República, que mais cedo nesta sexta-feira havia informado sobre a realização do encontro.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, não informou o motivo do adiamento e nem uma nova data para a reunião. A presidente passou toda esta sexta na Bahia, onde participou de uma cerimônia e se reuniu com governadores da Região Nordeste.

Mais cedo, duas fontes da Presidência haviam dito à Reuters que o encontro seria com um grupo técnico, que incluiria representantes da Casa Civil, da Advocacia-Geral da União e da Secretaria de Portos.

A reunião ocorreria no sábado, devido à intensa agenda da presidente na semana que vem, que inclui viagens a São Paulo e à Espanha.

A expectativa é que o governo anuncie ainda este mês um pacote que prevê investimentos em portos e também em aeroportos, após ação semelhante para ferrovias e rodovias.

Em agosto, o governo lançou a primeira etapa de um programa de concessões para atacar os problemas de infraestrutura do país, com previsão de investimentos totais em ferrovias e rodovias de 133 bilhões de reais durante 25 anos.

A expectativa inicial era de que o plano para portos e aeroportos fosse anunciado em setembro.

(Por Hugo Bachega e Jeferson Ribeiro)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.