Tamanho do texto

A partir de 15 de novembro, concessionária assume função ao lado da Infraero

Com investimentos de R$ 6 bilhões durante 20 anos e metade deste valor a ser desembolsado até 2014, a Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos — resultado da associação entre a Invepar e a ACSA — assume no dia 15 de novembro a gestão ainda compartilhada do terminal com a Infraero. Do total que será investido no aeroporto, R$ 1,2 bilhão são recursos vindos de financiamento do BNDES.

O aeroporto de Guarulhos, que está no seu limite de capacidade para receber mais voos passageiros, passa por um grande processo de mudanças com a construção do novo Terminal 3 em andamento. A obra deve ficar pronta antes da abertura da Copa do Mundo de 2014 e terá capacidade para atender 12 milhões de pessoas por ano.

Segundo o diretor-presidente da concessionária, Antonio Miguel Marques, o projeto busca oferecer eficiência, facilidade e conforto para usuários e funcionários. Também faz parte do projeto a construção de um hotel com 50 quartos em uma área restrita para passageiros em conexão internacional.

Além disso, o aeroporto terá um novo edifício-garagem, com previsão de ficar pronto em março de 2013, além da reestruturação dos espaços de estacionamento já existentes. Com todas as obras de melhorias, o aeroporto de Guarulhos terá sua atual capacidade de vagas ampliada para 4,9 mil até o fim de 2012, um aumento de 20% em relação à oferta atual. Já em março de 2013, com o novo edifício-garagem funcionando, o aeroporto poderá receber em torno de 7,3 mil veículos. Em outubro, também teve início a reforma dos oito banheiros localizados nos Terminais 1 e 2, que deve ser finalizada até o fim do ano. As obras serão feitas em etapas para não atrapalhar o atendimento aos passageiros.

O investimento da Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos até a Copa de 2014 no valor de R$ 3 bilhões também envolve melhorias com foco no conforto e segurança do usuário. Algumas poderão ser percebidas a partir do início da operação pela concessionária, previsto para novembro, e deverão ser entregues até março de 2013.

Leia mais notícias de economia, política e negócios no jornal Brasil Econômico

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.