Tamanho do texto

Consórcio formado pela brasileira Infravix e pela argentina Corporación América, planeja reformar os terminais 1 e 2 do aeroporto até a Copa e construir um novo terminal com 15 posições de embarque

Reuters

O consórcio Inframérica, responsável pela concessão do aeroporto de Brasília, informou nesta quinta-feira que elevou de R$650 milhões para R$750 milhões a previsão de investimentos a serem realizados até a Copa do Mundo de 2014.

O consórcio, formado pela brasileira Infravix - do grupo Engevix - e pela argentina Corporación América, planeja reformar os terminais 1 e 2 do aeroporto até o mundial e construir um novo terminal com 15 posições de embarque.

Com isso, segundo comunicado do consórcio, as pontes de acesso aos aviões, aumentarão de 13 para 28.

Já o estacionamento do aeroporto terá a capacidade dobrada, chegando a 3 mil vagas.

Segundo o consórcio, o aumento dos investimentos até a Copa deve-se à antecipação das obras.

Os detalhes sobre o projeto, cujas obras já foram iniciadas, serão apresentados em coletiva de imprensa nesta quinta-feira.