Tamanho do texto

No Brasil, apenas 2% do PIB são investidos em infraestrutura, dos quais a metade provém do governo e a outra metade da iniciativa privada

Agência Estado

Cabe ao setor privado liderar o investimento em infraestrutura, segundo o presidente da Inter.B Consultoria Internacional de Negócios, Cláudio Frischtak, que participa do evento Exame Fórum Infraestrutura.

EPL considera investimento em logística insuficiente

"A última vez que fizemos um planejamento muito forte foi na década de 70. Esse processo se perdeu e está sendo retomado agora. O incremento deve ser liderado pelo setor privado, que deve contribuir, inclusive, no processo de planejamento", disse Frischtak.

Ele ressaltou que, no Brasil, apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) são investidos em infraestrutura, dos quais a metade provém do governo e a outra metade, da iniciativa privada.

Em sua opinião, seriam necessários investimentos de 4% a 4,5% do PIB em infraestrutura, embora especialistas apontem a taxa de 3% como a necessária para evitar a depreciação dos ativos.

Também presente ao debate, o diretor de Negócios Estruturados da construtora Andrade Gutierrez, João Martins Silva Neto, ressaltou que a atração de investidores privados para grandes projetos depende da disponibilidade de estudos detalhados dos empreendimentos.