Tamanho do texto

A intenção do governo é lançar uma série de ações que promovam a adequação dos portos existentes e a instalação de novas unidades mediante investimento de até R$ 40 bilhões

Agência Estado

A Empresa de Pesquisa e Logística (EPL) mantém para este mês de outubro o lançamento do programa de investimento em portos, informou o presidente da empresa, Bernardo Figueiredo, nesta terça-feira. Ele negou que haja atraso no processo, afirmando que ele segue o cronograma necessário para garantir a qualidade do programa. A intenção do governo é lançar uma série de ações que promovam a adequação dos portos existentes e a instalação de novas unidades. A estimativa de investimento é de R$ 30 bilhões até R$ 40 bilhões.

A EPL informou que espera antecipar o cronograma de projetos de construção e duplicação de rodovias e ferrovias em até um ano ao assumir a posição de empreendedora dos projetos previamente às concessões, informou o presidente da empresa, Bernardo Figueiredo. Os primeiros empreendimentos que serão coordenados por essa nova modalidade serão os de duplicação das rodovias BR-146 e BR-040, em Minas Gerais.

Com a EPL na posição de empreendedora dos projetos, será possível antecipar o processo de licenciamento ambiental. O ideal, segundo Figueiredo, é garantir a liberação da licença prévia antes mesmo dos leilões de concessão. Porém, quando não for possível, a EPL apresentará ao investidor ao menos um estudo das sensibilidades sociais e ambientais de cada empreendimento.

"O melhor seria ter licenciamento prévio para todos os projetos, mas não posso permitir que este seja um fator de atraso das obras", disse o presidente da EPL. Todo o custo com a realização dos projetos será bancado pela EPL e repassado para os usuários na forma de pedágio pela utilização das rodovias e ferrovias, informou Figueiredo.


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.