Tamanho do texto

Valor contempla as etapas de engenharia e construção do complexo petroquímico Etileno XXI, na região de Coatzacoalcos Nanchital, no Estado de Veracruz, México

Reuters

A Braskem Idesa, joint-venture da brasileira Braskem e do grupo mexicano Idesa, anunciou nesta quinta-feira um contrato de mais de US$ 2,7 bilhões (R$ 5,4 bilhões) para as etapas de engenharia e construção do complexo petroquímico Etileno XXI, na região de Coatzacoalcos/Nanchital, no Estado de Veracruz, México.

Leia também:  Com BNDES e negócios com políticos, Odebrecht ergue 'império' em Angola

O consórcio que será responsável pelas obras é formado por Odebrecht (40%), Technip (40%) e ICA Fluor (20%), segundo comunicado à imprensa.

O complexo petroquímico incluirá duas linhas de produção de polietileno de alta densidade e uma de baixa densidade, entre outras instalações e unidades produtivas.

A Braskem Idesa foi criada em 2010 para o desenvolvimento da construção e operação do complexo petroquímico Etileno XXI. O investimento total no empreendimento, que deve iniciar operações em junho de 2015, é de US$ 3,2 bilhões.