Tamanho do texto

Dinheiro será usado na implementação de intervenções portuárias, rodoviárias, ferroviárias, retroportuárias e de pesquisa ambiental, disse o banco de fomento

Reuters

Porto de Suape
Divulgação
Porto de Suape

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta sexta-feira ter aprovado financiamento de R$ 920,3 milhões para um projeto de infraestrutura no Complexo Portuário de Suape.

O financiamento será feito ao Estado de Pernambuco, controlador do porto, para a implementação de intervenções portuárias, rodoviárias, ferroviárias, retroportuárias e de pesquisa ambiental no complexo, informou o banco em comunicado.

"O financiamento prevê, ainda, a implantação de veículo leve sobre trilhos (VLT) para transporte público de passageiros entre os terminais do Cajueiro Seco e do Cabo de Santo Agostinho (já existentes) até a Estação Rodoferroviária de Massangana (a ser recuperada) no complexo de Suape", segundo a nota.

O complexo é um novo centro para os setores de energia, petroquímica e fabricação de embarcações, próximo a Recife, Nordeste do país.

A Petrobras está construindo a refinaria Abreu e Lima, com capacidade de 230 mil barris por dia no complexo. A petrolífera estatal da Venezuela, a PDVSA, comprometeu-se a comprar uma fatia de 40% na refinaria, que deve custar até 20 bilhões de dólares e começar a produzir em 2013.

A Braskem deverá ficar com 60% de participação na planta de petroquímica do complexo.

O porto também abriga o Estaleiro Atlântico Sul, que constrói navios-tanque para a frota da Petrobras.

(Por Sérgio Spagnuolo e Jeb Blount)