Tamanho do texto

Fundo compra três usinas movidas a carvão, duas eólicas e um projeto em desenvolvimento na Carolina do Norte

Reuters

7 Set (Reuters) - O Goldman Sachs venderá sua unidade de desenvolvimento de usinas de energia ao Carlyle Group, na última de uma série de ofertas do banco de investimentos desde o rompimento da parceria no segmento com a Riverstone Holdings.

O acordo para compra de Charlotte, baseada na Carolina do Norte, dará ao Carlyle acesso a três plantas de carvão, duas eólicas e um projeto em desenvolvimento com capacidade para 500 megawatts (MW).

Os termos do acordo, que deverá ser concluído no quarto trimestre, não foram divulgados.

O Goldman Sachs, que comprou a Cogentrix em 2003 por US$ 115 milhões e assumiu US$ 2,3 bilhões em dívida, vai manter uma participação minoritária em uma das usinas.

A decisão de alienar os ativos é puramente comercial, disse um porta-voz do banco.

"Depois de quase dez anos de posse, decidimos que a melhor forma de maximizar o valor remanescente dos ativos e preservar a plataforma seria por meio de um processo de venda", disse.

Mas a venda, realizada por meio de um leilão que durou meses este ano, também vem num momento em que os principais bancos de Wall Street estão envolvidos em um debate com o Federal Reserve sobre se devem ser autorizados a manter e operar grandes ativos de energia e infraestrutura no mercado de commodities.

Segundo as regras existentes, bancos regulamentados são impedidos de comprar e operar ativos físicos, embora muitos tenham sido autorizados a participar da negociação de commodities físicas.