Tamanho do texto

Com a abertura de todos os envelopes finalizada, 62 lotes regionais que não tiveram propostas voltarão a ser licitados a partir de agora

Dos 33 lotes regionais de 4G que ficaram para o segundo dia de leilão realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), sete foram arrematados na manhã desta quarta-feira, sendo cinco deles pela Oi e dois pela TIM. As duas companhias adquiriram ontem as duas licenças nacionais de 2,5 gigahertz (GHz) com menor capacidade e por isso estão comprando faixas complementares em algumas regiões do País.

MaisVenda dos principais lotes do leilão de frequências 4G soma R$ 2,56 bilhões

A Oi desembolsou hoje R$ 54,573 milhões por áreas que abrangem parte dos municípios de São Paulo com DDD 11 (sem a capital), Roraima com DDD 95, Paraná com DDD 43 e Rio Grande do Sul com DDDs 51 e 53. O ágio médio foi de 1,86%. Ontem a Oi já tinha comprado seis lotes complementares.

Já a TIM pagou R$ 7,419 milhões por faixas em cidades do Entorno do Distrito Federal com DDD 61 e no Paraná com DDD 41. O ágio médio foi de 2,69%. Ontem, a TIM já tinha comprado quatro lotes complementares. Com a abertura de todos os envelopes finalizada, 62 lotes regionais que não tiveram propostas voltarão a ser licitados a partir de agora e poderão ser disputados pela Claro e Vivo, que adquiriram as duas faixas nacionais de maior capacidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.