Tamanho do texto

Alta ocorreu mesmo com greves em algumas fábricas

As vendas de automóveis e comerciais leves novos no Brasil em maio subiram 10% em relação a abril, para cerca de 300,6 mil unidades, maior volume desde dezembro do ano passado, segundo dados apurados com uma fonte do setor.

O volume vendido subiu mesmo com uma série de paralisações ocorridas em montadoras durante o mês passado, ocorridas como parte de campanhas dos trabalhadores por melhores participações nos lucros e resultados. Essa alta indica o consumo maior de estoque pelo setor.

No mês passado, a Anfavea, entidade que representa as montadoras instaladas no país, havia informado que o estoque de veículos na indústria e concessionárias era de 315.754 unidades, suficientes para 33 dias de vendas.

Na comparação com maio de 2010, as vendas do mês passado foram 27,5% maiores. No acumulado de janeiro a maio, o volume emplacado foi de cerca de 1,35 milhão de automóveis e comerciais leves ante 1,25 milhão de unidades nessas mesmas categorias no mesmo período de 2010. A fonte não tinha informações sobre as vendas de ônibus e caminhões.

A associação de montadoras Anfavea divulga na próxima segunda-feira os dados consolidados do setor, incluindo, além das vendas no mercado interno, produção, exportações e importações de veículos.

Leia mais sobre automóveis no iG Carros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.