Tamanho do texto

Empresa propôs pagar R$ 25 por ação, o que equivale a um prêmio de 41% sobre o preço médio dos papéis em 20 pregões

A Vale pretende fechar o capital de sua subsidiária de fertilizantes. A empresa deve propor aos minoritários uma oferta pública de aquisição das ações (OPA) em circulação, ao preço de R$ 25,00 cada, em dinheiro. Segundo a empresa, o valor corresponde a um prêmio de 41% sobre o preço médio das ações preferenciais negociadas nos últimos 20 pregões.

A Vale prevê um desembolso de R$ 2,22 bilhões com a operação, que engloba 15,66% do capital total, sendo 0,09% do total de ações ordinárias e 31,77% do total de preferenciais. A proposta de realização da OPA foi decidida pela diretoria, que agora irá submetê-la à aprovação do conselho de administração em reunião marcada para 30 de junho.

"A proposta da Diretoria Executiva da Vale oferece boa oportunidade de liquidez para os acionistas minoritários da Vale Fertilizantes e está alinhada com a estratégia de maximização de valor para os acionistas da Vale ao consolidar os ativos de fertilizantes para a captura de sinergias existentes no portfólio de ativos, otimizando a estrutura de gestão do negócio e garantindo para todos os ativos e empresas os elevados padrões de governança seguidos pela Vale", afirma a companhia em comunicado. A Vale Fertilizantes reúne os ativos da Fosfertil e da Bunge Fertilizantes adquiridos no ano passado pela Vale.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.