Tamanho do texto

Mineradora investiu US$ 1,4 bilhão na unidade que tem capacidade de produzir até 9 milhões de toneladas métricas anuais de pelotas

selo

Com investimentos de US$ 1,36 bilhão (aproximadamente R$ 2,34 bilhões), a Vale inaugura hoje oficialmente seu centro de distribuição e unidade de pelotização no Complexo Industrial do Porto de Sohar, no Sultanato de Omã, conforme comunicado divulgado há pouco pela empresa. Conforme a nota, a pelotizadora está pronta para operar com capacidade máxima de produção, de 9 milhões de toneladas métricas anuais de pelotas de redução direta.

LEIA TAMBÉM: Navio da Vale segue para Omã para descarregar minério

Conforme a Vale, a pelotizadora e o centro de distribuição, que permite o armazenamento de grandes quantidades de minério bruto, atenderão a crescente demanda por produtos de minério de ferro no Oriente Médio, Norte da África e Ásia, incluindo Índia.

O complexo industrial da Vale é formado por duas unidades de pelotização, cada uma com capacidade nominal de 4,5 milhões de toneladas métricas anuais de pelotas de redução direta, e o centro de distribuição, com capacidade de movimentação anual de 40 milhões de toneladas métricas por ano.

A Vale informa ainda que investiu US$ 40 milhões em tecnologias que reduzem o impacto ambiental do empreendimento, como precipitadores eletroestáticos e wind fence (barreiras de vento), para controlar a emissão de particulados. A área conta ainda com um sistema de monitoramento contínuo de emissões e tem 100% de reciclagem de água.

As operações da Vale em Omã geram 1.200 empregos, dos quais 450 são diretos e 750 terceiros que trabalham no empreendimento, e outros 3.120 empregos gerados indiretamente, o que representa mais de 60% de taxa de contratação de mão de obra local.

"Temos um compromisso sólido com Omã", disse, em nota, Murilo Ferreira, diretor-presidente da Vale. "Reunimos esforços com o governo, setor privado e com cada comunidade onde atuamos para estabelecer um catalisador que estimule o desenvolvimento sustentável. Em cada estágio, asseguramos que as relações com nossos parceiros tenham como base a transparência, respeito e confiança", destacou o diretor-presidente.

As operações da primeira unidade de pelotização começaram em abril de 2011. Para maximizar a capacidade do centro de distribuição, a Vale fechou uma parceria com a Sohar Industrial Port Company, responsável pela construção de um terminal de águas profundas de 1,4 km. "O terminal é um dos primeiros portos do mundo a receber os navios do tipo Very Large Ore Carriers (VLOCs), com capacidade de 400 mil toneladas, responsáveis pelo transporte do minério de ferro do Brasil para a costa do Sultanato de Omã", diz a nota.

"O centro de distribuição e a pelotizadora de Omã, juntamente com a estação de transferência de minério em Subic Bay, nas Filipinas, o centro de distribuição e porto em construção na Malásia e os navios VLOCs, fazem parte da estratégia da Vale para aumentar a flexibilidade e competitividade para atender os mercados que mais crescem no mundo, em condições de igualdade com seus concorrentes mais próximos", acrescenta a companhia, no comunicado.

A Vale assinou ainda acordo com a Oman Shipping Company para a construção de quatro navios afretados, com operação dedicada à empresa. Dois serão entregues no primeiro semestre de 2012 e o restante no segundo semestre deste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.