Tamanho do texto

Lançado em 1979, o aparelho foi o primeiro aparelho de som portátil e revolucionou a forma como se ouve música

Depois de 31 anos no mercado, a Sony anunciou que vai parar de produzir o Walkman de fita cassete: 200 milhões de unidades vendidas
Divulgação
Depois de 31 anos no mercado, a Sony anunciou que vai parar de produzir o Walkman de fita cassete: 200 milhões de unidades vendidas
A fabricante japonesa de equipamentos eletrônicos Sony anunciou que vai parar de produzir o Walkman que toca fita cassete. Lançado em 1979, ele é considerado o primeiro aparelho de som portátil e revolucionou a forma como se ouve música. O Walkman vendeu mais de 200 milhões de unidades em todo o mundo e virou sinônimo de tocador portátil de música.

O motivo para o fim da produção do ícone da música portátil é a falta de demanda pelos aparelhos. De acordo com a fabricante japonesa, as vendas caíram bruscamente nos últimos anos. “Ainda existe alguma demanda em certas regiões, incluindo mercados emergentes, mas no Japão houve uma mudança para outros tipos de mídia”, disse ao jornal inglês Telegraph um porta-voz da Sony.

O Walkman foi criado a pedido do presidente da Sony, Akio Morita, que queria ouvir suas músicas preferidas a bordo das longas viagens de avião que fazia. O aparelho logo se transformou numa febre e vendeu milhões de unidades em todo o mundo. Mesmo com a chegada de aparelhos mais modernos, como o tocador de CD Discman, o Walkman conseguiu se manter na liderança do mercado.

As coisas começaram a mudar com o surgimento dos iPods, os tocadores de MP3 fabricados pela Apple, e outros aparelhos que tocam música digital. Com capacidade para armazenar milhares de músicas, eles conquistaram rapidamente o mercado. Desde então, a demanda pelos tocadores de fita cassete caiu drasticamente, o que resultou na decisão da Sony.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.