Tamanho do texto

Órgãos que representam 5.400 trabalhadores haviam bloqueado o acesso a vias que levam para a entrada da mina

selo

Sindicatos que representam trabalhadores da companhia mineradora estatal chilena Corporación Nacional del Cobre (Codelco) encerraram um bloqueio na mina Chuquicamata, que havia começado no início desta quarta-feira. Com isso, os trabalhadores do turno da manhã puderam tomar seus postos de trabalho, segundo um líder sindical.

Os sindicatos que representam 5.400 trabalhadores haviam bloqueado o acesso a vias que levam para a entrada da mina. A Chuquicamata é a maior mina a céu aberto do mundo e a maior de produção de cobre do Chile, produzindo cerca de 500 mil toneladas de cobre por ano. Os trabalhadores reclamam de alterações unilaterais da Codelco em seus contratos, que valem até fevereiro de 2013. "Nós levantamos o bloqueio às 11h (hora local)", disse Héctor Roco, vice-presidente do Sindicato Número 1 da Chuquicamata.

A Codelco é a maior produtora de cobre do mundo, com uma produção anual de 1,7 milhão de toneladas. A companhia também enfrenta exigências dos trabalhadores na mina El Teniente, onde alguns dos empregados contratados fazem greve por melhores salários e condições de trabalho. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.