Tamanho do texto

SÃO PAULO - Há 53 anos no país, a fabricante sueca Scania nunca vendeu tanto no Brasil

. Nos nove primeiros meses deste ano, suas vendas de caminhões - entre pesados e semipesados - alcançaram 11,229 mil unidades, volume que já supera em quase 3 mil unidades o total vendido em 2009 (8,327 mil), que era o melhor ano da empresa no mercado brasileiro. O volume segue a maior atividade em setores do agronegócio e a retomada da indústria após a crise finanaceira, junto com investimentos em infraestrutura, que estimulam a demanda por caminhões usados em grandes obras. Só no mês passado, a Scania vendeu no Brasil 1,403 mil caminhões, marcando um crescimento de 84,6% em um ano. Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No geral, as vendas de caminhões pesados no mercado brasileiro - incluindo todas as montadoras - estão evoluindo mais rápido do que a Scania esperava. As 40,08 mil unidades vendidas no país entre janeiro e setembro já superam o total previsto pela companhia para o ano. A participação de mercado da fabricante europeia nesse total é de 28%. Segundo a empresa, as vendas estão sendo puxadas pelos setores de grãos e carga industrial. (Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.