Tamanho do texto

Mineradora aceitou oferta de 14% da dona do projeto de urânio na Namíbia

A mineradora global Rio Tinto aceitou a oferta da China Guangdong Nuclear Power (CGNPC) por 14% na Extract Resources, dona do gigante projeto de urânio de Husab, na Namíbia.

A decisão desta segunda-feira era esperada desde janeiro, quando a Rio Tinto aceitou a proposta da própria CGNPC por uma participação na Kalahari Minerals, que tem 42% da Extract, cujo conselho aprovou o negócio de US$ 2,4 bilhões no começo deste mês.

A oferta, a 8,65 dólares australianos por ação, avaliou a participação da Rio Tinto na companhia listada na Austrália em quase US$ 330 milhões.

Husab seria a segunda maior mina de urânio no mundo, e a Rio Tinto vem negociando com a Extract para unir as operações com as da vizinha Rossing, a mina de urânio que há mais tempo vem operando no mundo.

"A Rossing continua interessada em um desenvolvimento em conjunto com os novos donos da Husab", disse o diretor gerente Chris Salisbury. "A operação conjunta do depósito de Husab com a Rossing traria benefícios aos sócios de ambas, à comunidade local e à Namíbia", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.