Tamanho do texto

Maior empresa de açúcar e álcool apura receita líquida de R$ 4,7 bilhões

A Cosan encerrou o segundo trimestre do exercício social 2011 com receita líquida de R$ 4,7 bilhões, crescimento de 32,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No trimestre correspondente do ano passado, a receita do grupo sucroalcooleiro havia sido de R$ 3,6 bilhões, de acordo com comunicado da empresa.

A receita líquida no açúcar, segundo a prévia divulgada neste sábado, atingiu R$ 1,1 bilhão no trimestre, com aumento de 42,7% em relação ao mesmo intervalo da safra passada.

O crescimento da receita foi ocasionado por um aumento do volume comercializado e também dos preços do açúcar. O volume vendido subiu a 1.372,4 mil toneladas, ante 1.101,1 mil toneladas no mesmo período do ano anterior, e o preço médio da tonelada avançou a R$ 806,6, ante R$ 704,4.

No etanol, a receita líquida foi de R$ 532,4 milhões, 62,4% a mais que no período anterior. O volume vendido cresceu a 639,3 milhões de litros, ante 450,7 milhões, e o preço médio subiu a R$ 832,8 por mil litros de combustível, ante R$ 727,3 um ano antes.

O faturamento da divisão de distribuição de combustíveis foi de R$ 2,8 bilhões no segundo trimestre do exercício fiscal 2011, 25,8% a mais que no ano anterior.

Em lubrificantes, as vendas representaram R$ 204,6 milhões no período, alta de 19,7% ante o ano anterior.

A Cosan divulga os resultados do segundo trimestre fiscal em 10 de novembro, após o fechamento do mercado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.