Tamanho do texto

No Brasil, produção aumentou 6,8%, na América do Sul, avançou 10,2%, diz World Steel Association

selo

A produção de aço bruto mundial subiu 6,8% em 2011, para 1,527 bilhões de toneladas em 2011, de 1,430 bilhão de toneladas em 2010, à medida que todos os maiores países produtores, excluindo o Japão e a Espanha, registraram alta da produção, afirmou a World Steel Association. Segundo o órgão, a produção de aço no Brasil aumentou 6,8%, para 35,2 milhões de toneladas, enquanto a produção na América do Sul avançou 10,2% no ano passado, para 48,4 milhões de toneladas.

A produção da Ásia subiu 7,9% em 2011, para 988,2 milhões de toneladas, na comparação com 2010. A China, o maior produtor de aço do mundo, produziu 695,5 milhões de toneladas de aço bruto em 2011, uma alta de 8,9% em relação ao volume produzido no ano anterior. A China elevou sua participação na produção de aço bruto mundial para 45,5% em 2011, de 44,7% em 2010. Já a produção de aço do Japão caiu 1,8% em 2011, para 107,6 milhões de toneladas, em bases anuais.

A União Europeia registrou um aumento de 2,8% da produção em 2011, para 177,4 milhões de toneladas, em relação ao ano anterior. A produção de aço da Espanha recuou 4,6%, para 15,6 milhões de toneladas, enquanto a da Itália aumentou 11,3%, para 28,7 milhões de toneladas. No ano passado, a produção de aço na América do Norte aumentou 6,8%, em bases anuais, para 118,9 milhões de toneladas. A produção de aço dos EUA subiu 7,1%, para 86,2 milhões de toneladas. A Worldsteel representa cerca de 170 produtores de aço, incluindo 17 dos 20 maiores produtores de aço do mundo, que representam cerca de 85% do aço produzido globalmente. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.