Tamanho do texto

Mercado aguarda um corte nos investimentos previstos, que atualmente são de US$ 224 bilhões até 2014

selo

A Petrobras está completando o trabalho de revisões do seu plano de investimentos para o período de 2011 a 2015 exigido pelo conselho de administração da companhia, afirmou o diretor de Abastecimento da empresa, Paulo Roberto Costa, em entrevista à Dow Jones.

"A Petrobras já fez sua revisão, embora nós ainda tenhamos algumas avaliações que ainda não foram completadas", disse o executivo. "Nós ainda estamos no processo de avaliação e só então apresentaremos o plano para o conselho."

O mercado aguarda o detalhamento do plano de investimento da Petrobras para os próximos cinco anos. As preocupações com os altos gastos pesaram sobre as ações da empresa nos últimos meses. Apesar de a Petrobras ter captado US$ 70 bilhões na maior oferta de ações do mundo no ano passado, ainda restam dúvidas sobre se a empresa tem poder financeiro para manter o ritmo acelerado dos investimentos realizados nos últimos anos.

O atual plano prevê investimentos de US$ 224 bilhões no período 2010-2014, um dos mais ambiciosos programas de investimentos do mundo. As ações da Petrobras, que acumulam queda de 12% neste ano até hoje e cerca de 18% no ano passado, podem receber um impulso se a companhia adotar uma abordagem mais modesta para seus investimentos, afirmaram analistas do HSBC em relatório.

Um catalisador para as ações seria "um aumento relativamente pequeno do plano de investimentos de cinco anos, com um foco contínuo no upstream", afirmou o HSBC. O banco expressou otimismo com comentários recentes de funcionários da Petrobras que indicaram que os custos para desenvolver os grandes campos de petróleo offshore na camada pré-sal estavam diminuindo, enquanto as expectativas de produção estavam aumentando. As informações são da Dow Jones.

Leia mais notícias sobre a Petrobras:

- Refinaria Abreu e Lima atrasa dois anos devido a licitações
- Petrobras busca sócios para Petroquímica Suape
- Petrobras: calote de Hugo Chávez tem lado bom
- Petrobras começa a produzir poliéster para roupas