Tamanho do texto

Petrobras contrata plataforma para Tiro e Sídon com a Teekay

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras assinou com a Teekay Corp, companhia com sede no Canadá, contrato para arrendamento de uma nova plataforma flutuante (FPSO), batizada de Cidade de Itajaí, que será instalada nas áreas de Tiro e Sídon, no sul da bacia de Santos, em meados de 2012.

De acordo com comunicado divulgado pela Teekay, os trabalhos de conversão de um navio tanqueiro tipo Aframax na nova plataforma flutuante estão sendo realizados no estaleiro Jurong, em Cingapura, e vão custar 370 milhões de dólares.

"O contrato da FPSO para Tiro e Sídon representa outro marco significativo para a Teekay e reflete o crescimento da presença da companhia no mercado offshore brasileiro, que é rico em oportunidades", afirmou na nota o presidente executivo da empresa, Bjorn Moller.

Tiro e Sídon foram descobertos em 2008 e são considerados praticamente um, por estarem muito próximos. O volume recuperável das áreas é de aproximadamente 150 milhões de barris de óleo equivalente, segundo informações no site da Petrobras.

As jazidas de Tiro e Sídon localizam-se no bloco exploratório BM-S-40, no pós-sal, a uma profundidade de aproximadamente 250 metros.

Os primeiros resultados das perfurações feitas no local indicaram presença de óleo de boa qualidade, de 34 graus API, bem acima da média brasileira de cerca de 19 API.

Além de servir como parâmetro para o desenvolvimento da parte sul da bacia de Santos, Tiro e Sídon estão localizados em águas rasas, possibilitando maior velocidade para o início da produção e com isso arrecadação de recursos.

Os poços ficam a 210 quilômetros de Itajaí, no Estado de Santa Catarina, e à mesma distância de Ilha Comprida, no Estado de São Paulo.

Em março deste ano foi extraído o primeiro óleo no local, em Teste de Longa Duração, que será substituído pelo sistema de produção em dois anos.

(Por Denise Luna e Marcelo Teixeira)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.