Tamanho do texto

A Petrobras informou que uma boia está submergindo de maneira controlada ao norte da Bacia de Campos, a 113 km da cidade de Macaé (RJ), com lâmina d'água de 85 metros. A boia sofreu adernamento na última terça-feira e é utilizada como alternativa para amarrar um navio petroleiro enquanto ele recebe o petróleo bombeado de um navio armazenador.

A Petrobras informou que uma boia está submergindo de maneira controlada ao norte da Bacia de Campos, a 113 km da cidade de Macaé (RJ), com lâmina d'água de 85 metros. A boia sofreu adernamento na última terça-feira e é utilizada como alternativa para amarrar um navio petroleiro enquanto ele recebe o petróleo bombeado de um navio armazenador. "Como as condições de mar não permitiram a sua normalização, a Petrobras ancorou o equipamento a dois rebocadores para permitir o seu pouso controlado no fundo do mar", diz a nota divulgada hoje pela estatal. Ainda conforme o comunicado, o plano de emergência da companhia foi acionado, com todos os recursos mobilizados. "Preventivamente, foram mobilizadas também embarcações especiais para contenção e recolhimento de óleo, para pronta atuação em caso de vazamento." De acordo com a estatal, não há impacto sobre a produção e escoamento de óleo e gás da Bacia. A companhia comunicou a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) e a Marinha do Brasil sobre o incidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.