Tamanho do texto

Companhia prevê abrir 12 novas fábricas para produzir refrigerantes, bebidas sem gás e produtos alimentícios

A PepsiCo anunciou nesta sexta-feira que deve investir US$ 2,5 bilhões na China nos próximos três anos, o que reflete as perspectivas favoráveis que tem para seu negócio no País. "O investimento mostra de forma muito clara nossa grande confiança na China e nosso compromisso a longo prazo com esse mercado tão importante e em crescimento", afirma em comunicado a presidente e executiva-chefe da companhia, Indra Nooyi, que está em Xangai para a Expo 2010.

Os fundos, que serão destinados a ampliar e desenvolver mais suas atividades nos próximos três anos, se somarão ao investimento de US$ 1 bilhão já anunciado em 2008 e que terminará este ano. A empresa prevê abrir entre dez e 12 novas fábricas para fazer refrigerantes, bebidas sem gás e produtos alimentícios, e ampliará a produção em outras já existentes.

Parte dessas novas fábricas ficará nas províncias de Fujian, Gansu, Henan e Yunnan, dentro de uma estratégia para ampliar suas atividades no oeste da China e em outras áreas do interior. Também será criado na China um centro de pesquisas, com o objetivo de desenvolver produtos orientados de forma específica ao mercado asiático.

A PepsiCo já opera 27 instalações de produção de bebidas e produtos alimentícios na China, além de cinco de exploração agrícola, e emprega mais de 20 mil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.