Tamanho do texto

Segundo o presidente da estatal, conselheiros são eleitos em assembleia ordinária, que acontece uma vez por ano

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou que a saída de Antônio Palocci do cargo de ministro-chefe da Casa Civil não altera a posição do ex-ministro como integrante do conselho de administração da Petrobras . Os conselheiros da companhia são eleitos na Assembleia Geral Ordinária (AGO), que acontece uma vez por ano.

"Os conselheiros da Petrobras são eleitos na AGO e tem mandato de um ano. É igual em qualquer empresa", frisou Gabrielli, "Palocci é de alta competência, a Procuradoria arquivou as denúncias contra ele e ele renunciou para não prejudicar o governo. Ficar ou não [no conselho], o governo vai decidir. Mas ele tem mandato e não cabe à Petrobras decidir", acrescentou.

Gabrielli acrescentou que, em caso de vacância de qualquer conselheiro, o posto pode continuar vago ou o conselho pode indicar um novo nome para o cargo até a realização da próxima AGO.

Leia mais:

- Entenda as denúncias contra Palocci
- Palocci é eleito para o conselho da Petrobras
- Gabrielli diz que plano 2011-2015 não terá muitas mudanças
- Petrobras confirma produção de 6 milhões de barris até 2020

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.