Tamanho do texto

Novas montadoras que se instalarem no Brasil terão uma cota de benefício fiscal

selo

As novas montadoras que se instalarem no Brasil terão uma cota de benefício fiscal dentro do novo regime automotivo, que deve ser anunciado até o início de abril, informou nesta sexta-feira o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel.

Leia também: Brasil e México acertam cota de exportação de carros por três anos

"Queremos editar o novo decreto, no máximo, no início do próximo mês, para dar um horizonte para os investimentos automotivos", afirmou. "A discussão está indo bem, mas não vamos antecipar os dados".Pimentel disse ainda que vai aumentar a exigência de conteúdo nacional, investimento e pesquisa. Para as empresas que ainda não têm fábrica no País, no entanto, haverá um período de adaptação.

"Estabelecer benefício para quem importa não está em discussão. Mas, para os investidores entrantes, a idéia é que eles possam ter uma cota com benefício fiscal. Não definimos quantidade", disse. Pimentel disse ainda que o Brasil discute a possibilidade de adotar o sistema de cálculo de conteúdo local utilizado no México, que desconsidera custos administrativos.

Sobre a revisão do acordo automotivo com o México, anunciada hoje, o ministro contou que há "intenção, embora não explícita", de atrair a fabricação de veículos com maior valor agregado para o Brasil.

"As empresas estabeleceram estratégia que concentram a produção de carros de menor valor no Brasil e de luxo no México. Acontece que o mercado brasileiro mudou. Tem mais espaço para carros de luxo", afirmou. "O acordo não trata disso, mas se as empresas entenderem que acessarão o mercado brasileiro com mais facilidade fabricando aqui, serão bem-vindas."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.