Tamanho do texto

SÃO PAULO - A construtora MRV divulgou sua prévia de resultados do terceiro trimestre e elevou sua projeção de margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em 2010, do intervalo de 25% a 28% para a faixa de 26% a 29%

SÃO PAULO - A construtora MRV divulgou sua prévia de resultados do terceiro trimestre e elevou sua projeção de margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em 2010, do intervalo de 25% a 28% para a faixa de 26% a 29%. A projeção de vendas contratadas foi mantida entre R$ 3,7 bilhões e R$ 4,3 bilhões. A empresa contabilizou R$ 1,032 bilhão em lançamentos no terceiro trimestre, uma alta de 58,7% frente a igual período de 2009, o melhor terceiro trimestre em lançamentos de sua história. Segundo a companhia, 82,6% das unidades lançadas se enquadram no Programa Minha Casa, Minha Vida. O Estado de São Paulo respondeu por mais metade dos lançamentos, com R$ 577,1 milhões. Em nove meses, os lançamentos atingiram um valor geral de vendas (VGV) de R$ 2,752 bilhões, um crescimento 79,5% frente ao mesmo período de 2009. Já as vendas contratadas totalizaram R$ 889,7 milhões no trimestre, o que indica um avanço de 12,7% frente ao terceiro trimestre de 2009. Segundo a empresa, 71,4% das unidades vendidas estão dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida. A velocidade de vendas (VSO) foi de 33% no período. No acumulado do ano, as vendas cresceram 25,8%, para R$ 2,604 bilhões, o que equivale a 65,1% da média de projeção de vendas para o ano (R$ 4 bilhões). O banco de terrenos da MRV atingiu R$ 12,422 bilhões em setembro, acima dos R$ 11,347 bilhões de junho. (Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.