Tamanho do texto

A farmacêutica teve lucro de US$ 298,8 milhões no primeiro trimestre

A farmacêutica Merck anunciou hoje uma redução de 79% no lucro líquido dos três primeiros meses do ano para US$ 298,8 milhões, ou US$ 0,09 por ação. A piora nos resultados se deu por conta da compra da Schering-Plough, acordada no ano passado. Os ganhos, quando se excluem os itens não recorrentes, alcançaram US$ 0,83 por ação.

As despesas não recorrentes do período, segundo informou a companhia, totalizaram US$ 2,31 bilhões, em sua maioria relacionadas com ajustes contábeis da compra, gastos relativos à união das operações e custos de reestruturação. Vale lembrar que a aquisição da Schering-Plough pela Merck foi anunciada em novembro, e envolveu US$ 41 bilhões. Os dados da Merck também foram prejudicados pela reforma na legislação relacionada ao sistema de saúde dos EUA, induzida pelo presidente do país, Barack Obama.

Por outro lado, a receita mais do que dobrou no primeiro trimestre, saindo de US$ 5,39 bilhões, para US$ 11,4 bilhões. O avanço se deu com a adição ao portfólio da empresa dos produtos da Schering-Plough e com variações de câmbio favoráveis. Para 2010, a Merck projeta lucro de US$ 3,27 a US$ 3,41 por ação. Analistas, por sua vez, estimam a faixa de US$ 3,40 por ação. A companhia informou ainda que as vendas em todo o ano serão reduzidas em cerca de US$ 170 milhões em consequência da reforma de Obama.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.