Tamanho do texto

Só no quarto trimestre do ano passado a queda foi de 34,8%

selo

Os investimentos da Usiminas em 2011 somaram R$ 2,49 bilhões, um recuo de 22% sobre 2010. Do total, cerca de 80% foram direcionados para siderurgia, 14% para mineração, 3% para transformação do aço e 3% para bens de capital, informou a empresa na divulgação de seu balanço trimestral.

No quarto trimestre do ano passado, os investimentos atingiram R$ 647 milhões, o que representa uma queda de 34,8% em relação ao mesmo trimestre de 2010. Na comparação com o terceiro trimestre de 2011, a queda foi de 6%.

Depois de apresentar um desempenho fraco no ano passado, principalmente por conta de aumento de custos e queda de vendas de aço, a Usiminas acredita que 2012 representará um ano de recuperação para o setor siderúrgico. 'A expectativa é de que a economia contará com a retomada mais forte dos investimentos industriais, principalmente em infraestrutura, além da sustentação do bom ritmo de consumo visto nos dois últimos anos', informou a companhia.

De acordo com projeções internas da Usiminas, a estimativa é que neste ano o consumo de aço plano no Brasil avance em 550 mil toneladas, para um volume de 13,2 milhões de toneladas.

A empresa prevê que em 2012 as importações devem recuar cerca de 17% ao mês, passando de uma média de 158 mil toneladas ao mês para 131 mil toneladas, ao mesmo tempo em que as usinas locais devem apresentar maior dinamismo nas vendas. Com isso, de acordo com a administração da companhia, as importações no Brasil deverão representar neste ano 12% do consumo local, sendo que no ano passado o índice foi de 15% e, em 2010, 23%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.