Tamanho do texto

Rio de Janeiro teve redução de 8,6% no emprego industrial

selo

A indústria voltou a cortar vagas no mês passado. Foram dispensados 19 mil trabalhadores na passagem de janeiro para fevereiro, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, defende que, estatisticamente, o resultado é considerado próximo da estabilidade: -0,5%. Mas, mesmo que a conta-gotas, o corte já chegou a 55 mil postos na comparação com fevereiro de 2011 (-1,5%).

Leia mais: Taxa de desemprego é a menor para fevereiro em 9 anos, diz IBGE

"O indicador está mostrando estabilidade. Pode até haver tendência de queda na indústria, mas que não se confirma ainda em fevereiro", disse Azeredo. No Rio de Janeiro, o corte de vagas na indústria foi bastante considerável: uma queda de 8,6% no emprego industrial em relação a fevereiro do ano passado. "O parque industrial do Rio de Janeiro é pequeno, e a queda foi disseminada. Não tem explicação ainda. Não temos notícia de fechamento de fábrica ou de qualquer indústria", disse o gerente do IBGE.

No total do País, com exceção da indústria e da construção - que se manteve estável -, houve aumento no número de vagas em todas as outras atividades em fevereiro ante janeiro: comércio (27 mil postos), serviços prestados a empresas (4 mil), educação, saúde e administração pública (36 mil), serviços domésticos (41 mil) e outros serviços (9 mil).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.