Tamanho do texto

Paralisações afetam ativos da BMA, aliança entre BHP e Mitsubishi que possui conjuntamente sete minas no Estado de Queensland

selo

Os sindicatos estão colocando mais pressão sobre a BHP Billiton e a Mitsubishi Corp., com as greves em andamento estabelecidas para continuarem nas minas de carvão coque no nordeste da Austrália nesta semana e um aviso dado às empresas de que uma proibição de horas extras pode ser implementada.

A aliança entre a BHP e a Mitsubishi possui conjuntamente sete minas no Estado de Queensland, que produzem a importante commodity siderurgia. A BMA, como é conhecida a parceria, não conseguiu durante semanas chegar a um acordo com três sindicatos sobre os termos trabalhistas para mais de 3 mil funcionários.

Uma série de graves de até 12 horas foi realizada durante o fim de semana, e uma greve poderá ser realizada nesta semana, afirmou Stephen Smyth, presidente distrital do Sindicato da Construção, silvicultura, Minas e Energia.

Uma porta-voz da BHP Billiton disse que BMA está desapontada pela realização das greves enquanto as negociações estão em andamento. Ela não quis comentar mais o assunto, acrescentando que qualquer impacto das greves sobre a produção da BHP Billiton será revelado no próximo mês.

A BMA ofereceu um aumento salarial de 5% aos trabalhadores, mas o sindicatos afirmaram que querem fechar primeiro um acordo sobre questões relacionadas a segurança do trabalho antes de negociarem salários. Os sindicatos pediram salário igual ao oferecido aos trabalhadores temporários e participação no processo de recrutamento, entre outras coisas.

Um porta-voz do Sindicato Australiano de Trabalhadores Manufatureiros afirmou que conversações sobre a disputa estão previstas para ocorrerem amanhã entre três sindicatos, que incluem o Sindicato dos Trabalhadores Elétricos. Os trabalhadores aprovaram a greve em uma votação realizada no início deste mês, que foi seguida por uma série de protestos de seis horas nas minas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.