Tamanho do texto

Distribuição dos modelos Panda city, Fiat Bravo hatchback, Alfa Romeo Giulietta hatch e Lancia Delta está prejudicada

selo

A Fiat disse que suspenderá novamente a produção em duas unidades na Itália, incluindo uma onde a montadora fabrica o novo carro Panda city, enquanto uma greve de transportadores torna-se cada vez mais cara e sem sinais de acabar. Por volta das 10h05 (de Brasília), as ações da companhia subiam 0,13% na Bolsa de Milão.

Segundo a Fiat, produção na sua fábrica em Cassino será suspensa durante três dias e, na unidade de Pomigliano d'Arco, por dois dias. Em Cassino, a empresa fabrica o Fiat Bravo hatchback, o Alfa Romeo Giulietta hatchback e o Lancia Delta, uma mistura de sedã com perua. De acordo com a Fiat a greve, que já dura um mês, estava prejudicando não só a empresa, mas toda a indústria automotiva do país.

"Os longos e numerosos atrasos na entrega dos produtos aos revendedores e clientes estão tendo consequências graves sobre o faturamento e os registros na Itália e no exterior", disse a montadora em um comunicado. "O prejuízo econômico causado pelo protesto está se tornando insustentável para o setor automotivo italiano, que já tinha sido atingido pela tendência (de queda) do mercado."

A greve está sendo realizada pelos motoristas que transportam carros recém-fabricados a partir de unidades da Fiat para concessionárias e outros lugares. A Fiat teve de suspender a produção em todas as cinco fábricas que possui na Itália em algum momento, ou em outro, desde que os problemas provocados pela greve na semana passada vieram a público. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.