Tamanho do texto

Mineradora planeja construir duto de 400 quilômetros para transporte de minério de Minas a um terminal portuário no Espírito Santo

A Ferrous Resources, empresa controlada por fundos de investimentos, comunicou nesta quinta-feira que obteve a licença-prévia Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) para o projeto de construção de um mineroduto, que ligará a mina Viga, no município mineiro de Congonhas, até um terminal portuário a ser construído no município de Presidente Kennedy, no extremo sul do Espírito Santo.

O projeto do mineroduto é encarado pela empresa como essencial para viabilizar a exploração econômica da mina de ferro que prevê o transporte de 25 milhões de toneladas do mineral a partir de 2014. A empresa usará água para trasformar o minério em polpa. O mineroduto terá 400 quilômetros de extensão, atravessando 22 municípios em Minas, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Numa segunda fase,  o projeto poderá chegar a 50 milhões anuais em 2016, que contemplará uma usina de beneficiamento de minério. A empresa é dona de cinco minas na região do Quadrilátero Ferrífero. Em março, a empresa comunicou que já tinha obtido licença prévia para o Terminal Portuário.

Segundo comunicado da empresa, a Ferrou obteve a licença prévia um ano depois da entrega do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) ao IBAMA. Para dar início aos trabalhos de construção do mineroduto, a Ferrous espera a obtenção da licença de instalação até o fim do ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.