Tamanho do texto

OSX recebeu licença do órgão ambiental do Rio de Janeiro; obra é estimada em R$ 3 bilhões

Estrutura da ponte do Superporto do Açú, em São João da Barra: obras para construção do estaleiro liberadas
Fabrizia Granatieri
Estrutura da ponte do Superporto do Açú, em São João da Barra: obras para construção do estaleiro liberadas
A OSX, empresa do grupo EBX dedicada à construção de plataformas de petróleo, começa a construir em julho seu estaleiro no porto do Açu, depois de receber licença de instalação concedida pelo órgão ambiental do Estado do Rio de Janeiro.

O empreendimento, chamado pela empresa de maior estaleiro da América Latina, tem como foco garantir a campanha de exploração da OGX, braço petrolífero do grupo do empresário Eike Batista.

O início das obras vai ocorrer pouco depois do previsto pela OSX.

No início de abril, o diretor financeiro da companhia, Roberto Monteiro, estimou que que o projeto de 3 bilhões de reais começaria a ser erguido em maio, após receber em abril a licença de instalação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo a OSX, a construção do estaleiro no porto do Açu, parte de um grande complexo industrial que o grupo de Batista está erguendo no Estado fluminense e que incluirá siderúrgica e usina de energia, entre outros, vai empregar 14 mil funcionários diretos.

O estaleiro da OSX, que conta com parceria tecnológica da sul-coreana Hyundai Heavy terá capacidade para construir até 6 plataformas por ano numa primeira fase. A capacidade inicial do projeto é para corte de 180 mil toneladas de aço por ano. A expectativa é que o estaleiro fique pronto em 2013.

As ações da OSX iniciaram a segunda-feira em queda, mas operavam em alta de 0,12% por volta das 10h36, enquanto o Ibovespa cedia 0,37%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.