Tamanho do texto

Farmacêutiva irá investir 25% de seu faturamento entre 2011 e 2014, cerca de US$ 5 bilhões

A companhia farmacêutica Eli Lilly pretende investir 25% de seu faturamento no período de 2011 a 2014 - algo próximo a US$ 5 bilhões do total - para fazer frente à concorrência com os remédios genéricos. Em reunião realizada hoje, de acordo com o comunicado da companhia, a empresa informou que deve desenvolver cerca de 70 novos medicamentos nos próximos três anos. Deste total, a farmacêutica prevê dez novos remédios até o fim deste ano.

A farmacêutica estima que conseguirá atingir esse objetivo por estar "próxima" da meta de poupar cerca de US$ 1 bilhão em custos, com o corte de 5.500 postos de trabalho até o fim de 2011. "Com esses esforços combinados, teremos capacidade de absorver as perdas de patentes, financiar novos desenvolvimentos e capitalizar a empresa", afirmou em nota Derica Derica Rice, diretora financeira da companhia.

A empresa prevê uma receita anual de ao menos US$ 20 bilhões, entre 2011 e 2014, período em que devem expirar algumas patentes da empresa como Zyprexa, Cymbalta e Gemzar. De acordo com o comunicado, a farmacêutica estima que o lucro líquido chegará a US$ 3 bilhões por ano no mesmo período.

A empresa aposta que o Japão, outros mercados emergentes e a área de saúde animal serão responsáveis por adicionar mais de US$ 4 bilhões de receita em 2015. Além disso, aposta nas atuais marcas Alimta, Cialis e outros remédios para diabetes para incrementar a receita da companhia. (Viviane Maia/Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.