Tamanho do texto

Desaceleração da economia chinesa e redução da liquidez nos países desenvolvidos devem colaborar

As pressões de custos sofridas pelas indústrias devido à alta nos preços das commodities devem se arrefecer, na opinião do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

Em palestra no Congresso Brasileiro do Aço, Coutinho considerou que uma desaceleração da economia chinesa "tem mais aspectos positivos do que negativos" para o Brasil, já que enfraquece a demanda pelas commodities. A redução da liquidez nos países desenvolvidos também deve colaborar, segundo o presidente do BNDES: "o fim do ciclo de políticas monetárias excessivamente frouxas vai criar um cenário de maior moderação de pressões sobre commodities, o que inclusive facilita o controle da inflação entre países em desenvolvimento".

Segundo Coutinho, o aquecimento da China e o excesso de liquidez global produziram uma "excitação exagerada de preços de commodities, que se refletiu em inflação".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.